Cuidado olhinho com o que vê

segunda-feira, 18 de setembro de 2017


"Cuidado olhinho o que vê" (Mateus 6:22,23)

- A candeia do corpo são os olhos.

 Jesus determina se temos luz ou trevas (bem ou mal), a partir de nossos olhos. Mas o que significa ter "o olho puro"?

 Os nossos olhos não agem de forma independente, ou seja, há uma série de mecanismos que funcionam para os olhos trabalharem. Nós olhamos e, a partir disto, agimos. São os olhos que dão início aos nossos pensamentos. 

 Por exemplo: Ao olharmos para um computador pensamos em tecnologia, redes sociais, trabalho... Ao olharmos para uma caneta pensamos em escrita, e assim por diante... Levando para uma complexidade um pouco maior: Ao olharmos para uma pessoa e suas vestes, automaticamente imaginamos seu gosto musical, estilo, etc. Imaginamos também o seu caráter e quase que instantaneamente formamos uma opinião ao seu respeito. 

 E qual problema disso? Bom, o problema ocorre quando estabelecemos essas suposições a respeito do outro como verdade absoluta e passamos a acreditar fielmente no fruto de nossa imaginação. 

 E é aí que entendemos o porquê que nossos olhos dizem tanto a nosso respeito. Se olharmos ao nosso redor e conseguirmos enxergar o que é bom, então a luz habita em nós. Mas se enxergamos apenas a maldade, automaticamente pensaremos, falaremos, esperaremos e faremos coisas ruins, o que significa que há trevas. 

 Ao analisar para onde temos olhado, avaliamos muito mais do que os nossos olhos. Conseguimos compreender o motivo de nossos pensamentos, fala e ações. 

 Ter "o olho puro" significa ter uma mente pura e saudável. Onde há luz, há paz e é aí aonde o Espírito Santo habita.

Marcela Cardoso
Creio No Amanhã

A revolução do Evangelho

sexta-feira, 8 de setembro de 2017


 Um certo pastor disse: 
"Paulo onde chegava iniciava uma revolução, eu onde chego me servem café".

 O que significa a afirmação de que "eu onde chego me servem café"?
Em oposição a história de revoluções de Paulo, esse "servir café" mostra a acomodação e o desleixo com o Evangelho que hoje é evidente em todas as igrejas. Ninguém mais quer transformar, revolucionar ou modificar o meio onde está, só querem se acomodar e viver às custas de outras pessoas.

 Se Paulo escrevesse uma carta aos cristãos da atualidade, qual seria a sua mensagem? Com certeza ele não estaria nada feliz com os rumos que o cristianismo tomou ao longo dos últimos anos. Paulo era ungido por Deus e cheio da ousadia do Espírito Santo, iniciava revoluções onde chegava, isso acontecia pelo fato dele não se comprometer com homens e nem com o sistema mundano. O interesse dele era servir a Deus e fazer a vontade Daquele que o enviou. Hoje vemos uma acomodação e uma preocupação muito grande em agradar aos homens e obedecer líderes decadentes em seus pecados, mesmo que os apóstolos tenham dito que "mais importa obedecer a Deus do que aos homens" (At 5:29).

 O interesse dos atuais líderes é somente fazer politicagem, agradar e favorecer a todos em troca de poder e, em alguns casos, dinheiro. Em meio a toda essa pilantragem por parte de muitos lideres atuais (evangélicos e católicos), não se prega mais o verdadeiro Evangelho, hoje se pregam mensagens de acordo com o que as pessoas querem ouvir, ao contrário de Paulo, que pregava aquilo que o povo precisava ouvir, mesmo que não quisessem ouvir.

 O egocentrismo dos atuais pregadores fez com que eles começassem a se achar mais importantes do que a mensagem da Cruz. E o que mais me espanta é que até os cristãos embarcaram nessa, a de tornar pregadores e mensageiros mais importantes do que a mensagem! Pastores famosos carregam multidões as igrejas para verem eles mesmos e não a Cristo, e cristãos correm atrás de pastores e não de Deus!

 Ja ouvi, por diversas vezes, pessoas dizerem: vai na igreja tal que lá tem um pastor que cura ou lá na igreja tem um irmão que impõe a mão e pessoas são libertas.

 Afirmações como essas, e muitas outras desse tipo, me deixam até com nojo desse tipo de crente! Deus é Deus independente de pessoas, Deus usa quem ele quer, e se eu tiver fé, ele vai me curar na minha igreja, na minha casa ou onde quer que Ele deseje! Correr atrás de milagreiros é falta de conhecimento bíblico! A Bíblia afirma: "E a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados". (Tg 5:15).

 O que salva e cura é o poder de Deus através da nossa fé em Cristo, e não o poder de milagreiros que vivem pedindo dinheiro em seus programas. O apóstolo Paulo com certeza repudiaria tal atitude, tanto dos pregadores, quanto dos crentes.

 Por fim, eu não quero cafezinho servido por esses estelionatários da fé, eu quero a revolução que Paulo pregava após ser enviado por Deus! Revolução só é possível se sairmos desse sistema político-eclesiástico que reina nas igrejas. Proclamar o Evangelho com ousadia é não se acovardar diante dos donos das igrejas-empresas, é esperar ser recompensado por Deus e não por homens, é acreditar que em Deus todas as coisas são possíveis, é sair do pensamento mesquinho de que a Igreja é a Casa de Deus, e viver o evangelho mesmo que isto possa resultar em nossa morte física! Pastores tomam cafezinhos em seus gabinetes, cristãos ousados morrem pelo evangelho! Jesus Cristo procura pessoas fieis, adoradores, que estão dispostos a tudo por Ele, e não pessoas presas em suas religiões, Ele quer pessoas que revolucionem e transformem o mundo pelo poder do Evangelho e não cristãos acomodados que só servem para fazer número!

 O Espírito Santo impulsionava o apóstolo Paulo a iniciar revoluções, mas a igreja cristã atual está satisfeita apenas em pregar uma religião! O que será que nós temos feito? Estamos iniciando uma revolução, ou apenas tomando cafezinho?

Diego Rodrigo Souza
Creio No Amanhã

A Fé

terça-feira, 23 de maio de 2017


 A respeito da fé:

"Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem"(Hebreus 11:1).

 Fé é acreditar em algo que ainda não se viu. Ter fé é ser otimista, ser positivo. É acreditar que aquilo que você tanto espera chegará independente de quanto tempo passe. Do que adianta acreditar em algo que se vê? Se assim fosse, já não se chamaria de fé e sim razão.

 Hebreus 11:6: "É necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele exista e é galardoador dos que o buscam".

 Ninguém se interessa por aquilo que não acredita. É ilógico. Logo, quem quer se aproximar de Deus precisa crer em Sua existência. E como crer em algo que não se vê? Tendo fé. A partir do momento em que um indivíduo passa a ter fé em Deus, ele começa a ter experiências com o mesmo.
 A fé não é uma ideologia vazia e ignorante que faz com que milhares de pessoas se prendam a uma religião. E também não é o produto de uma situação histórica. Ter fé é ter um estilo de vida baseado em experiências diárias. Uma aproximação diária com alguém que não vemos em sua forma física, porém sentimos e experimentamos.

 Há quem diga que a fé é apenas um conceito humano criado para amenizar dores e conflitos existenciais. Mas afirmar isso seria dizer que ela não passa de uma ideologia manipuladora e que todas as pessoas que a aderem estão sendo constantemente enganadas. Vivendo em um monte de mentiras. E como afirmar isso com tanta certeza sem fazer prova?
 Meu conceito de fé se baseia naquilo que vivi e vivo. A fé, num pensamento geral, independente de religião, é algo essencial, individual e íntimo.

Tenha fé!

Marcela Cardoso
Creio No Amanhã

Tudo é Vaidade

domingo, 12 de fevereiro de 2017


 O que é a vida? Saímos em busca de conhecimento, independência, liberdade e pra que tudo isso? Por que despertar tanta ansiedade? 

 Ah! Se soubéssemos o quanto a nossa vida é frágil e o quão falho são os nossos valores...
Desde criança possuímos dentro de nós o desejo de mostrar que somos capazes, seja mostrando algo aos pais ou até mesmo aos colegas e professores. 

 Ao crescer, essa necessidade aumenta, mostrando orgulhosamente a nota da escola, exibindo o fato de ser universitário e até mesmo ter uma profissão e os bens adquiridos depois de tanto esforço. E novamente eu pergunto: Por que? Ou para quê? 

 Salomão, ao escrever o livro de Eclesiastes, inicia dizendo que “O prazer não faz ninguém feliz” e começa a descrever uma série de coisas corriqueiras, mas que insistimos em dizer que nos traz um amanhã feliz. 

 Ele procurou a felicidade na bebida, na riqueza, no prazer e na fama, e ao final, descobriu que tudo não passava de vaidade. 

 Eclesiastes 2: 11 diz: "Então olhei eu para todas as obras que as minhas mãos haviam feito, como também para o trabalho que eu aplicara em fazê-las; e eis que tudo era vaidade e desejo vão, e proveito nenhum havia debaixo do sol"

 O corpo, após alguns minutos sem oxigênio vai a óbito. Sua mente e o conhecimento de tudo que viu/estudou até hoje, pode ser “deletado” com o simples alojamento de uma pequena bactéria. Eu poderia citar milhões de possibilidades de invalidez ou até mesmo morte que ao nossos olhos parecem ser impossíveis, com o único objetivo de entendermos o quão instantes nós somos... O quão frágil o organismo humano é. 

 Tiago 4: 14: "No entanto, não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois um vapor que aparece por um pouco, e logo se desvanece." 

 Que sejamos mais gratos pelo que temos e somos, e que reconheçamos a total dependência de Deus.

Marcela Cardoso
Creio No Amanhã